Mais amor, por favor!

Oie!

Então, pra quem não sabe, a Martha está viajando, por isso ela me pediu pra auxiliar ela nos posts e tudo o mais. Eu me chamo Fernanda, tenho 19 anos e sou da JEBC, só isso 😀

Quando perguntei pra Martha sobre o que escrever, ela me disse: “Ah, escreve sobre a tua área, ou algo assim…”. Bem, eu sou acadêmica do curso de Serviço Social, mas pensei muito sobre o que escrever, e decidi que não falarei sobre a minha área ainda.

Antes de começar a estudar Serviço Social, fiz um ano e meio de jornalismo. Saí do curso porque considerei uma profissão extremamente antiética. Não gostava de como as pessoas tratavam notícias de morte e assaltos, era de uma forma tão banal. Aliás, eu nem gostava das notícias de desgraças em si. Entrei na faculdade achando que poderia mudar o mundo (ainda quero fazer isso), mas vi que nem todos os lugares me permitirão fazer isso. Durante os 3 semestres que cursei, fui frustrada por querer escrever certos tipos de matérias, e meus professores falarem que o texto estava ótimo, porém não daria audiência. Infelizmente, é assim que esse mundo gira, essa é a famosa era “globalizada”.

Mais Amor

Sempre ficava pensando “poxa, as pessoas não podem gostar de sorrir, de ver coisas boas? Porque as pessoas se surpreendem quando alguém acha dinheiro e entrega ao dono? Isso não deveria ser comum?”. Como além de metida a revolucionária sou meio curiosa, sempre fico de olho em blogs e sites que me interessam (lembram do Google Reader que o Henrique falou?). Eu sigo blogs de tudo quanto é tipo, de decoração, design, notícias, quadrinhos, moda, enfim, bem eclético. Um dos blogs que eu acompanho é o Follow the Colours, que é sobre design e criatividade. Passando por ele esses tempos, achei um post maravilhoso. Ele mostrava alguns sites de notícias que davam SOMENTE notícias boas.

No site A Boa Notícia do Dia que na realidade é um Tumblr, está repleto de notícias boas, tiradas de todos os lugares. Além desse, tem o site As Boas Novas que é igualzinho a um portal de notícias (dividido em economia, lazer, etc..) só que só com notícias boas.

Além desses dois, um grupo de pesquisadores da PUC – MG criaram o site Para Amadores que é destinado às pessoas fazerem declarações de amor umas às outras. Alguns eles até transformam em vídeo.

Enfim, percebi que existem pessoas que acreditam ainda que notícias boas é que devem dar audiência, e que elas precisam ser mostradas. Fiquei realmente feliz com a idéia, e já adicionei os dois à minha lista de sites pra olhar diariamente. Que tal você fazer o mesmo?

One thought to “Mais amor, por favor!”

  1. fê, adorei teu post. Realmente, parece que todo o lugar que vamos e que nos mostramos felizes somos criticados, parece que hoje em dia ser feliz ou querer ver as pessoas felizes parece algo impossivel. Mas é isso ai, se um caminhos não der certo, tente outro. Obg pelos blogs, adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *