Música como Dádiva de Deus

“A música é uma extraordinária dádiva de Deus e muito próxima à teologia. Eu não abriria mão de meus poucos conhecimentos musicais em troca de nada. Aos jovens deveria ser ensinada essa arte, pois ela forma pessoas finas e habilidosas. 

Não estou contente com aqueles que desdenham a música, assim como os fanáticos fazem; pois música é uma doação e um presente dado por Deus, não um presente dado por seres humanos (…). Eu coloco a música próxima teologia e lhe concedo o mais alto louvor.”Lutero

Essas palavras Lutero proferiu em uma de suas “Tischreden” (Conversas à Mesa). Interpretando os dizeres e ideias de Lutero, quando a música é colocada em primeiro lugar como uma dádiva de Deus, ela é elevada à teologia e isso concede à igreja a liberdade de utilizar a música sem temor. Lutero criou um cenário para que os músicos cristãos fossem livres para desenvolver suas habilidades ao máximo possível e oferecer os seus dons para louvar a Deus com sua própria criação. Não importa o quanto seja o seu conhecimento musical, mas o que importa é qual caminho você segue para louvar a Deus.

“A música que se desenvolveu na tradição luterana é a evidência eloquente de que a igreja, juntamente com seus músicos, reconheceu no paradigma de Lutero, ou seja, a música como criação e dádiva de Deus, um elemento preponderante para alicerçar o desenvolvimento de uma rica cultura musical na qual podem viver, trabalhar, tocar e louvar a seu Deus.”Carl F. Schalk

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *